domingo, 17 de abril de 2011


(...)"Não rasgo nenhuma folha. Meu livro de vida tem você dentro, em muitas páginas, nos rabiscos, na frente, nas prosas nos cantos, nas melodias...se por um tempo se perdeu agente perdeu a harmonia. Se as notas escritas erradas retardaram as certezas, hoje a leitura é feita com clareza. O amor é uma lente que permite ver detalhes. Por isso nosso livro tem música, tem notas, tem pessoas, tem corações partidos e partituras."

Um comentário:

. disse...

que belo texto
bom começo de semana pra voce!
Beijos :*